Pesquisar neste blog

1 de fev de 2013

HANI mudou a minha percepção do mundo!

Este depoimento é próprio e muito emocionado pois Hani veio para o Projeto desenganado e em vias de ser eutanasiado, meu coração parou de bater por segundos quando vi aqueles olhinhos numa pequena fotografia clamando por ajuda, não pensei, simplesmente agi!
Após a cirurgias para correção das hérnias Hani
já queria brincar e conhecer o território.
Era mês de julho/2012 quando recebemos um pedido de ajuda para um gatinho resgatado na Barra da Tijuca, paraplégico de causa ignorada. Teve uma pata traseira amputada e com a outra e o rabinho se apoiava para se arrastar. Pedi que o trouxessem a um veterinário do projeto e logo vi que não iriam ficar com ele, me antecipei e pedi para cuidar dele para sempre!
Possivelmente, recebeu um chute na barriga pois as hérnias e a lesão da medula indicam isto ele tinha apenas 30 dias de vida e se arrastava para sobreviver quando alguém o viu e prestou os primeiros cuidados. Depois de 3 meses perceberam que um gatinho assim daria mais trabalho e pediram ajuda para o Hani pois a opção era a eutanásia. O veterinário achava que ele não merecia viver assim se arrastando e que não teria chances de sobreviver.
Feito todos os exames Hani era mais saudável que muita gente. Foi Testado para FIV e FELV, Hemograma e tudo que tinha direito, incluindo 2 ultra sonografias para avaliar a cirurgia das hérnias.Após 6 meses conosco Hani é este "boizinho gordo" que vocês podem ver.
Tem vida de rei além de um gênio danado, é muito temperamental e mimado. Um querido por todos. Se alimenta e bebe sua água normalmente, deixa cuidar de sua higiene pessoal, corre atrás dos outros gatos irmãos e agora brinca com o pequeno Freddinho.

Hani e seu novo irmão Freddye Sachê,
um gatinho que foi devolvido ao projeto quase sem vida.
Minha cama super KING!
Este pequeno tinha 5 meses quando chegou aqui, seu dentinho caiu na minha mão dia 24 de julho após ser operado fazendo o pós comigo. Contamos seu aniversário por esta data, portanto nosso pequeno especial fará 1 ano dia 24 de fevereiro de 2013.

Hani tinha duas hérnias  e lesão de medula L1 e L2 mas sempre foi um gatinho carismático e todos que o conhecem o adoram. Ele obviamente, não usa cx de areia, procura fazer suas necessidades próximo as caixas dos demais mas quando não dá tempo, vai onde estiver.

Alguém resiste a este olhar!?

Dá trabalho manter o Hani e a casa limpos, diariamente fazemos uma pequena faxina e mantemos tudo sob controle pois nem as fraldinhas ele pode usar. 

Isto tudo só serve para aumentar os cuidados e os mimos com este baixinho felino que passou a ser minha inspiração ao acordar e agradecer a oportunidade de cuidar dele.

Hani nos ensina a cada dia que não importa a sua limitação a vida segue seu curso e devemos vivê-la da melhor forma possível.

Por causa da sua limitação e dos maus tratos, tem receio de se aproximar de outros gatos mas convive super bem com seus 11 irmãos.


Rafinha e Freddye são seus melhores irmãos e amigos de brincadeiras.

Nossa intenção é divulgar que os gatinhos especiais são dignos de ganhar bons lares desde que as pessoas se comprometam e dar a eles a melhor qualidade de vida que puderem. Eles não exigem nada especial apenas amor e cuidados com sua higiene no caso dos paraplégicos. 

Animais deficientes visuais tem vida normal, animais com pata amputada tem vida normal então não tenham medo, será uma bela lição acordar diariamente e saber que tem um gatinho esperando pelo seu amor e que pede apenas respeito!

Hani desejamos passar muitos anos com você e somos gratas por fazer a diferença na sua vida.

Parabéns meu amor, feliz aniversário,
este mês será todo para festejar a sua vida!!!
Márcia Dias
Diretora do projeto O Gato Carioca

Um comentário:

  1. Parabéns, Hani, vc merece ser muito feliz. Muita saúde, paz e muitos carinhos :-)

    ResponderExcluir

RECEBA POR EMAIL