Pesquisar neste blog

8 de jun de 2012

Bigode de Gato

Uma das coisas que mais me deixam triste é quando vejo uma pessoa que nunca teve gatos falando mal dos bichanos. As pessoas são preconceituosas e seu profundo desconhecimento se espalha para outras pessoas desinformadas, como uma praga. Então decidi que ia ajudar a montar uma parte no blog com informações legais sobre os gatos, coisas que já sabemos, coisas que não tínhamos ideia, mas o mais importante: informações para saber do que estamos falando quando encontrarmos um desses bobalhões no nosso caminho querendo falar mal dos nossos amados gatinhos.

Não sabia por onde começar, e enquanto fazia carinho nos res-gatinhos, reparei como os bigodes deles estão crescendo.

Frederico de bigodes aparentemente cortados
Lembrei que quando a Márcia Dias adotou o querido Frederico, ele estava com os bigodes cortados e não sabemos quem foi. Também lembrei de uma postagem que li no blog da Confraria Miados e Latidos, e me decidi: Hoje vou tentar explicar os bigodes dos gatos!






Também conhecidos como "pêlos tácteis", os bigodes são pêlos flexíveis, grossos e longos. O bigode do gato, assim como o cabelo e as unhas, cai e é substituído. O bigode é diferente dos pêlos do corpo do gato, e nunca deve ser cortado ou aparado. Sem os bigodes os gatos podem se sentir confusos pois dependem destes para muitas coisas.

Muito importantes na vida de um gato, os bigodes servem principalmente para orientação espacial e indicação de abertura. Mas também indicam o humor do seu bichano.

O bigode ajuda o gato a sentir o ambiente ao redor. Especula-se que os gatos podem preferir guiar-se pelos bigodes do que dilatar as pupilas na totalidade. O bigode é tão sensível que pode detectar a mais leve mudança direcional de uma brisa. À noite, por exemplo, isto ajuda o gato a andar pela sala e não bater em nada.

Emilia Monteiro - vê o mundo com os
olhos da alma, e com grande ajuda de
seus belos bigodes!
As correntes de ar dentro da sala mudam dependendo de onde os móveis estão. Quando o gato anda pela sala e se aproxima de um móvel, ele sabe em que direção deve ir baseado na mudança da corrente de ar ao redor daquele móvel. Isto explica porque a nossa querida Emilia Monteiro se adaptou tão bem mesmo depois de perder os dois olhinhos. Também derruba o mito de que ao adotar um gato cego a pessoa não poderia mudar seus móveis de lugar. Os bigodes do gato são naturalmente capazes de compensar a perda da visão, então se você tinha medo de adotar um gatinho cego, saiba que não há motivo algum para temer. A combinação de audição e olfato aguçados com os bigodes torna um gato cego tão eficiente quanto um gato que possua visão normal.


Outra função dos bigodes é ajudar o gato a julgar se vai ou não caber em uma abertura. O bigode do gato tem mais ou menos a largura do corpo, como se fosse uma régua natural. As pontas do bigode são sensíveis à pressão. Você provavelmente verá um gato colocar e tirar a cabeça de uma abertura antes de entrar. Ele está medindo a largura da abertura e está vendo se ele cabe ou não. 

Os gatos se comunicam através dos bigodes, que se tornam excelentes indicadores de humor. Sabendo o que os bigodes do seu gato estão tentando lhe dizer pode te ajudar a entender se ele está aberto a aproximações ou se é melhor deixá-lo em paz. Bigodes pra frente indicam curiosidade,  enquanto bigodes pra trás indicam que o animal está incomodado e na defensiva.

Outros pelos similares aos bigodes, porém mais curtos, são encontrados nas sombrancelhas e na parte posterior das patas dianteiras do gato. Nas patas, estes pêlos ajudam a sentir onde o gato está pisando quando anda sorrateiramente, além de ajudar a manusear objetos com as patas quando estão muito próximos para que o gato consiga ver. Já os pêlos localizados nas sombrancelhas funcionam da mesma maneira que os bigodes.

Curiosidades:

Um gato pode também comer os bigodes de outro gato para que esse perca parte de sua referência espacial. Só o fazem com gatos com os quais gostam de conviver e proteger, para impedir que explorem locais mais distantes dele. É mais comum uma mamãe gata fazer isso com seus filhotes, para mantê-los sob controle, mas o comportamento também pode ser observado entre gatos adultos. É um sinal de muito amor do gato que quer proteger pelo gato que se deixa ser protegido.


Gato da raça Sphynx - sem bigode algum
Os gatos da raça Devon Rex possuem bigodes curvados, mas isso não afeta os sentidos do gato, pois apesar de quase encaracolados, possuem o tamanho adequado para funcionar normalmente.

Já os gatos da raça Sphynx, que quase não possuem pêlos no corpo, podem ter bigodes de tamanho normal, bigodes mais curtos, ou podem até não ter bigode algum. 


Um comentário:

  1. Tenho dois gatos e um deles arranca os bigodes do outro. Mesmo, segundo o seu post, sendo um ato de proteção, devo deixá-lo? Na verdade, nem sei como impedir, já que o outro não parece se importar com o fato.

    ResponderExcluir

RECEBA POR EMAIL