Pesquisar neste blog

7 de jun de 2014

ADOÇÃO o real significado deste compromisso: ônus e bônus.

Frank resgatado em Vargem Grande
com a irmã Frida, não aceitam nenhum
tipo de contato, os amo e os respeito.
São gatos gigantes e medrosos.
Quanto gastei e quanto paguei pelos meus primeiros gatinhos?



NADA... Quer dizer, em TESE, NADA!
Amelie, resgatada aos 2 meses
vítima da esporotricose.
6 meses de tratamento e CURA!

Não paguei absolutamente nada por eles. Raissa era filhote da gata de uma prima após a gestação precoce foi castrada. Teka mais uma gata nascida dentro de casa por falta de castração, Tiffany veio da Mangueira nasceu no estacionamento do antigo prédio do IBGE catei suja e cheia de pulgas um bb faminto e a Tamy uma siamesinha foi comprada numa Pet Shop por uma vizinha para ser dada de presente e a pessoa não quis, acabou aqui...Tudo custo ZERO. Mais tarde vieram Bella adotada de um condomínio e Vida adoptada da Prefeitura (todas já falecidas). Frederico, meu primeiro macho, veio iniciando a minha nova família adotado num projeto na Barra da Tijuca resgatado em Macaé com mãe atropelada e 3 irmãos, Clarinha e Brad resgatados por mim no Campo de Santana. Daí em diante, criei o Projeto O Gato Carioca e os demais foram vindo de adoções desastrosas, rejeição, crueldades (um gatinho especial paraplégico e amputado de uma patinha), uma gatinha linda vítima de esporotricose (curada) e outros dois sobraram de ninhadas nascidas no projeto. Hoje são 14 gatinhos que variam entre as idades de 4 anos a 10 meses.

Hani resgatado com patinha infeccionada,
lesão de medula, amputado e com
2 hérnias, operado.

Muitas pessoas procuram o Projeto para as adoções com custo zero, entretanto esquecem que TODOS necessitam de:

- vermífugo
- consulta veterinária
- vacinas (usamos 2 doses de vacina importada V4) + antirrábica
- vitaminas
- suplemento alimentar
- medicamentos
- exames
- ração de boa qualidade pois já se encontram desnutridos
- banho e higienização.
- local para acolher com redes de proteção, evitando acidentes
- Arranhadores e brinquedos, para manter os gatinhos ativos sem estresse
- caminhas e local para as mamães parirem
- Acessórios de higiene (cotonetes próprios pra não ferir as orelhas deles, cortador de unhas próprio, escova própria), etc etc.
- Caixa de transporte para as viagens ao vet + tapete higiênico para evitar acidentes como xixi e coco no carro ou táxi.
- cx higiênica e sílica/areia higiênica

Custo médio – R$ 600,00 nos 5 primeiros meses

15,00 vermifugo
40,00 desparasitário pipeta
10,00 cada desparasitário oral
70,00 consulta
85,00 cada dose de V4
50,00 antirrábica dose única anual
150,00 Testes FI e FELV que devem ser repetidos em 90 dias
Castrações em média 400,00 fêmeas e 250,00 macho, tem clínicas que cobram muito mais!

Pelo convênio do Projeto conseguimos reduzir estes custos mas PAGAMOS EXAMES, MEDICAMENTOS DESPARASITÁRIO E RAÇÃO SEM DESCONTO. O projeto em casos de resgates de mães e bbs vem incentivando a adoção de irmãos ou da mãe com 1 bb para pessoas que não tem nenhum gatinho, arcando com os custos de vacinas e castrações para manter uma unidade familiar em nossos resgates e ter a certeza que de as necessidades físicas e emocionais de 2 gatinhos juntos estão sendo mantidas, porém, nada disso é gratuito

Portanto, uma gata gestante custa ao projeto pelos 3 meses de permanência em torno de R$ 600,00 estando saudável.

Usamos Royal Mother and Baby para gestantes e bbs até 4 meses e outras rações PREMIUN para gatinhos acima de 5 meses)
Rações úmidas (latinhas e patês), além de petiscos.

NÃO adote um animal pensando que não vai gastar nada, nem pegue um pet pq "É DE GRAÇA!". NUNCA será de graça. Depois chorar pq não tem $$ para o veterinário usando como justificativa sua falta de emprego alegando que adotou ou resgatou acreditando estar fazendo um bem retirando das ruas não vai resolver, o animal é SUA RESPONSABILIDADE SE O RESGATOU OU ADOTOU DEVERÁ CUIDAR DELE ATÉ CONSEGUIR UMA ADOÇÃO.

Resgatar não é tirar da rua e botar em casa ou na casa de algum amigo/a pra dar uma ração barata e esquecer. Resgate não é engaiolar ou tirar fotos nas ruas e empurrar o problema nas costas dos outros sem nenhum compromisso seja com o animal ou com a pessoa que se prontificou a ajudar, resgate não é desovar animais por ai e se sentir feliz porque os jogou em algum canto qualquer.

Adoção é responsabilidade, lar, amor, segurança, cuidados médicos, alimentação, arranhadores e brinquedos para evitar estresse e destruição em sofás etc..., higiene, atenção e castração. Dois felinos (ou mais) vivem melhor juntos do que um gato solitário, são mais sociáveis, se sentem seguros e protegidos e brincam mantendo suas características felinas. Não falamos isto para empurrar 2 gatos na casa das pessoas mas para informar que de fato isto é uma realidade que só faz bem ao animal e a nós, vendo-os crescer e viver saudáveis e confiantes se sabendo GATOS!

Se não tem condições de honrar com o compromisso de um gatinho não dê a ele esta falsa esperança e depois o jogue de volta as ruas ou nas costas de alguém, nós recebemos poucos animais devolvidos mas o impacto que isto dá a eles é um desastre emocional e alguns jamais se recuperam. Aqui existem 3 casos de rejeição e devolução sendo que um deles até hoje sofre de DEPRESSÃO!

Desejamos com isso informar e fazer com que as pessoas que nos procuram em busca de 1 presentinho a custo zero REFLITAM sobre a questão. A adoção é antes dce tudo um ato responsável e traz ÔNUS e BÔNUS, exige comprometimento e um ambiente seja seguro para o animal.


Ser adotado É... nascer no coração de alguém! 
Márcia Dias

O PROJETO O GATO CARIOCA REALIZA UMA RIFA MENSAL PARA CUSTEAR AS GATINHAS RESGATADAS EM SUA MAIORIA GESTANTES, SE VOCÊ DESEJA AJUDAR DE ALGUMA FORMA ENTRE EM CONTATO PELO EMAIL projetogatocarioca@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECEBA POR EMAIL